Amizades & Verdades

. 0 Comentários .
In Vida

Qual o limite de intimidade de uma amizade?

Andei pensando nisso outro dia e cheguei a algumas conclusões. Se tu és amigo de alguém, escolheste ser, correto? Ninguém te obriga a ter alguém perto de ti ou compartilhar coisas com essa pessoa, se tu não gostas dela ou do jeito dela.  Como diria aquele velho ditado: Família tu herdas, amigos tu escolhes.

Fato é que algumas pessoas não entendem bem isso, ou não se sentem tão abertas a serem realmente amigas umas das outras. Para mim, amigo é uma pessoa que eu posso falar TUDO. Amigo é aquele que te ajuda a esconder o cadáver. Analogias à parte, diria que amigo é aquele que tu ligas as 3 am porque estas chorando por amor ou tiveste um sonho péssimo. Hoje em dia tu não ligas, manda áudio ou um whatsapp / telegram. O que é a mesma coisa. Tu só precisas desabafar e ouvir um alento ou um ”para com isso que migacêtáloka” naquele momento.

Amigo é aquele que tu podes gritar um monte de palavrão junto quando te acontece uma baita de uma merda na vida, ou quando tu estás muito feliz, ele pode até estar numa bad, que vai ficar feliz por ti. Amigo é aquele que tu podes discordar dele, que ele escuta tua versão do assunto e, às vezes, até muda de opinião. Até mesmo tu mudas a tua depois de dialogar com ele sobre.

Quando um amigo te pergunta se aquela roupa está boa, ou se a maquiagem tá muito pesada, é porque quer mesmo saber disso. Tu corres o risco de ouvir: tira isso, pfv, tá péssimo, não te favorece. E se tu ficares bravo com isso é porque aquilo não é uma amizade verdadeira. É uma tentativa de inflar ego ou uma viagem solitária e egoísta na vida, que não te deixa sair da tua própria convicção de que é tão bom que não precisa de opiniões, ajudas, conselhos, uma verdadeira egotrip. Mas ok, continuemos…

A mesma teoria se aplica quando tu vês um amigo agindo de forma estranha na vida. Tu podes chegar pra ele e dizer: “Meu, tá bom isso não”. E ele não vai se sentir ofendido. Amigo às vezes é tapa na cara, não é passar a mão na cabeça. Se quiser colo depois, damos, mas se alguma vez a gente é rude, é porque quer o bem da pessoa, afinal, somos AMIGOS.

Amigo é aquele que te puxa a orelha. Puxa os fios do balão quando tu estás indo longe demais. Amigo não te manda indireta no Facebook. Amigo não diz que não pode te dizer algo porque ficou com medo do que tu ias pensar ou falar. Amigo não é irônico contigo (só se for de zoeira e essa zoeira é MUITO CLARA). Amigo te manda descer do lustre, que tu já estás te passando. Te abraça e diz que vai passar,  que ele vai estar sempre ali por ti. Amigo é aquela pessoa que parece que se desgrudou de ti, porque te quer tão feliz quanto a ele próprio. A gente mesmo não se policia e se dá conta quando tá errado? Pois é.

Eu nunca me incomodo que um amigo meu me diga as verdades dele para que eu compare com as minhas. Eu já aprendi tanto com isso que recomendo muito a vocês. E vou sim, continuar dizendo para os meus amigos o quanto eu os amo e estão completamente certos, mas também quando eu acho que estão saindo fora da casinha vão ouvir a minha singela opinião. Tudo isso, pelo simples fato que não quero vê-los triste, magoados, chateados, afinal, pra que teríamos pessoas com a gente se não pudermos ser quem somos sempre?

Pensem nisso.

You Might Also Like

No Comments

Comente aqui ;)

Comentários