Playlista da semana: Bandas que meu marido me apresentou

. 0 Comentários .

Sempre que faço minhas listas tento escolher coisas não são tão populares, para não ficar aquela coisa igual de todo mundo e apresentar coisa boas para vocês.

Tenho um gosto musical beeeem eclético, mas estava sem idéia para o tema da lista de hoje então pedi ajuda para o Robson, meu marido. E ele dentro de toda sua “modéstia” sugeriu: “bandas que meu marido me aprensentou”. Curti a idéia, afinal de contas é verdade. Ele me mostra muita banda legal.

Orphaned Land

Uma banda de metal de Israel. WHAAAAAT? Sim! maravilhosa, com letras que vão te fazer chorar e pensar um pouco sobre as loucuras do mundo. Se você não se sensibilizar, pelo menos com as letras, por favor, vá procurar alguém para conversar, desabafar. Sério.

Ah, antes de você dizer que é heresia, lembre-se de que a Bíblia, para eles, é história, não religião.

The Winery Dogs

Dos projetos do Mike Portnoy, ex-Dream Theater, dois viraram bandas. Essa é com o Billy Sheehan do Mr. Big e o Richie Kotzen, ex-Mr. Big. The Winery Dogs é uma daqueles projetos musicais de caras fodas que querem se divertir.

Shinning

Não é a banda de black metal da Suécia, este Shinning é da Noruéga, tanto que várias vezes eles assinam Shinning (Nor). O melhor descrição para banda acho que é jazz metal. Jørgen Munkeby, vocalista da banda é um saxofonista lindo, gostoso, charmoso, talentoso pra cacete. Aliás, hoje eles estão soltando um novo disco. Sou apaixonada por eles! E são boas músicas para treinar.

Criolo

Se o mundo tivesse mais pessoas como Criolo, estaríamos discutindo menos e fazendo mais. Criolo é daqueleas pessoas que te inspiram a viver melhor. Pra mim Criolo está em um outro nível de inteligência e sabedoria. O cara é foda demais. Além dos próprios discos, ele atua em diversos projetos sociais e também faz muita músic. para diversos projetos bem bacanas. Uma delas foi para o documentário Cidade Cinza sobre o grafite em Essepê antes da atual administração.

Caught a Ghost

Ele canta o música a abertura de uma série chamada Bosh. É uma banda de um negócio chamado “indie eletro soul” bem gostosa de ouvir.

Ayreon

Eu amo ouvir Ayreon em dias mais cinzas. Acho que todos os dias merecem uma trilha musical até os cinzas. Progressivo holandês dos bons.

Amaranthe

Podemos chamar o som deles de dance metal: tem vocalista de metal cantando, tem gritinhos dance da divah Elize Ryd e tem urros! Eles já estão no terceiro disco. Achei o segundo muito mais do mesmo, até nos clipes, mas o terceiro está bem legal. É muito divertido.

Black Country Communion

Formada por Glenn Hughes, Joe Bonamassa, Jason Bonham, Derek Sherinian é era outro projeto de caras fodas que queriam se divertir. Acabou porque Joe Bonamassa dava mais atenção para carreira solo dele e Glenn Hughes não estava afim de esperar. Queria que Glenn Hughes fosse meu tio.

Lonely Robot

Mais progressivo com letras para pensar e muita influência de Pink Floyd. Parece que o progressivo está voltando no meio de tanta coisa que, graças à internet, temos acesso.

Kill it Kid

É uma banda de crianças adolescentes que fazem um som… eu diria indie grunge. Eles arrasam. A vocalista Stephanie Ward tem uma voz divina ao estilo divah do jazz. É ótimo para ouvir, cantar e incomodar os vizinhos.


Curtiram? Tem sugestões de temas? Manda para nós!

Beijo, beijo.

You Might Also Like

No Comments

Comente aqui ;)

Comentários